Gravadoras Musicais: Major ou Indie?

Fazer sucesso e viver da própria música é o sonho de todo artista, e mesmo aqueles que já têm muitos anos de estrada, alimentam a expectativa de realizá-lo. Curiosamente, muitos não alcançam esse objetivo, seja por falta de ousadia em investir pesado na construção de uma carreira ou mesmo por achar que é algo impossível de conseguir.

Nesse cenário, surgem as Gravadoras Musicais, que atuam em conjunto com os artistas na árdua tarefa de preparar um bom trabalho para lançá-lo no mercado. Mas qual é a gravadora ideal para o meu projeto, uma grande (Major) e famosa, ou uma pequena (Indie) mas expressiva? 

Continue lendo esse post e confira uma análise sobre o assunto.   

O que são Gravadoras Musicais

As Gravadoras Musicais são empresas que possuem estrutura complexa e se organizam em departamentos, aos quais cabe a execução de atividades específicas. Sua finalidade é produzir fonogramas e cuidar de todo o marketing do projeto musical. Mas atualmente, o foco central reside em lançar o artista e o produto no mercado, com todo o suporte necessário.

É comum os artistas fazerem confusão com os termos gravadora, produtora e editora no ramo da música, visto que não há um limite rígido entre tais funções para a realização dos serviços. Normalmente, a gravadora produz o fonograma e planeja o marketing, a produtora cuida dos quesitos relacionados ao áudio e a editora faz a gestão das receitas obtidas e divulgação do trabalho. 

Embora haja essa divisão teórica, nada impede que uma denominação ofereça os serviços relacionados à outra, até porque, os profissionais dessa área geralmente se especializam em diferentes atividades.  

Estrutura geral das Gravadoras Musicais

Algumas Gravadoras possuem know-how suficiente para oferecer o pacote completo de todos os serviços com qualidade. Nesses casos, sua estrutura geralmente é modelada sob a organização dos seguintes departamentos: 

  • Departamento de A&R – O departamento de artistas e repertório é o responsável por selecionar novos talentos e trazê-los para o portfólio da Gravadora;
  • Departamento de Arte – É o responsável pelo desenvolvimento de todo o trabalho artístico ligado à produção de um álbum e sua divulgação;
  • Departamento de Desenvolvimento do Artista – É o departamento que vai planejar e promover a carreira do artista;
  • Departamento de Negócios – É onde controlam as finanças em geral, realizando a escrituração contábil, a emissão de notas fiscais, a folha de pagamentos, o custo do projeto, etc.
  • Departamento Jurídico – Departamento que cuida do gerenciamento dos contratos realizados entre o artista, a Gravadora Musical e terceiros, ou outros assuntos legais que surjam durante a realização do projeto.
  • Departamento de Novas Mídias – Responsável por trazer as últimas novidades da indústria fonográfica para aplicação nos trabalhos e construir os videoclipes que serão lançados.
  • Departamento de Promoção – É o departamento que vai colocar nas rádios e na televisão o trabalho dos artistas (músicas e videoclipes) bem como gerenciar os resultados, de modo a alcançar as principais mídias de acesso do público e gerar valor com a ação.
  • Departamento de Publicidade – É o responsável por toda a divulgação do artista nos meios de comunicação: jornais, revistas, rádio, televisão, internet, outdoors, etc.
  • Departamento de Vendas – É o departamento de que controla as vendas no varejo e na área de distribuição digital de músicas.

Cabe ressaltar que esse é um exemplo de estrutura geral comum das Gravadoras, podendo se diferenciar em cada uma de acordo com os seus objetivos.

As Gravadoras Musicais que dominam o mercado

O mercado musical brasileiro, por sua heterogenia em estilos e variações, tem espaço para atuação de gravadoras de todos os portes. Entretanto, os projetos que nascem em gravadoras pequenas e independentes (Indies) possuem pouca relevância frente às grandes gravadoras (Majors) que operam nacionalmente, e algumas em escala global. Podemos citar como exemplos de Majors:

Major ou Indie: Qual escolher?

Antes de proceder à resposta dessa pergunta, é necessário fazer uma análise das vantagens e desvantagens da contratação de gravadoras Majors e Indies.

Contrato com gravadoras musicais Majors:

  • Vantagens: Fazem o planejamento de marketing completo, possuem rede de distribuição muito eficiente, realizam ampla divulgação do seu trabalho, detêm credibilidade da marca no mercado, possuem controle rígido dos rendimentos, oferecem muita expertise (construção da imagem, divulgação), etc.
  • Desvantagens: o nível de exigência sobre o artista em relação ao seu trabalho é muito grande e sua atuação está limitada às diretrizes da gravadora, a remuneração da Major nas vendas é muito menor do que a estabelecida pelas Indies, estabelecer contrato com uma Major é difícil e se não houver retorno satisfatório o artista será descartado.

Contrato com gravadoras musicais Indies:

  • Vantagens: Contratam artistas desconhecidos e novos, realizam um trabalho mais personalizado, fornecem espaço para maior participação do artista na criação, oferecem remuneração maior sobre as vendas, podem ou não custear parte do processo de produção.
  • Desvantagens: Trabalham com verbas menores, não possuem tanta influência nos meios de comunicação, apresentam pouca credibilidade da marca no mercado e, por isso, têm mais dificuldade de penetração. 

Embora as gravadoras musicais Majors pareçam a melhor opção para um projeto musical, os obstáculos que impõem para o artista conseguir um contrato juntamente aos seus critérios rígidos de seleção a tornam pouco atraente para aqueles que estão começando agora ou que possuem um público mais restrito.

Em contrapartida, as gravadoras musicais Indies se abrem aos novos talentos e o estimulam a desenvolver um trabalho mais criativo e personalizado. Já temos casos de grandes nomes da música que foram lançados por Indies e fizeram muito sucesso com sua música. 

Então, a melhor opção para o artista é avaliar a própria situação atual, verificando se o seu trabalho está competitivo o suficiente para apostar em uma Major ou se ele utilizará sua criatividade e empenho apostando no trabalho em uma Indie

E aí, gostou? Acompanhe as nossas publicações semanais e confira as novidades do mundo da música!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *