Tudo o que você precisa saber sobre Financiamento Coletivo

Você sabia que é possível realizar o seu sonho utilizando o Financiamento Coletivo?

Esse sistema que viabiliza a arrecadação de recursos através de campanhas na internet, só no Brasil, já movimentou mais de 180 milhões de reais.

O alcance dessa modalidade tomou proporções tão grandes que a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) editou uma instrução normativa específica para regulamentando a prática no país.

Por ser uma alternativa muito interessante, sobretudo para artistas, abaixo vamos esclarecer os principais aspectos dessa iniciativa que vai transformar sonhos em realidade. Continue lendo!

 

O que é Financiamento Coletivo?

Financiamento coletivo ou Crowdfunding é uma forma de arrecadar recursos para um projeto, através do engajamento de várias pessoas, que contribuem financeiramente.

Baseado nos princípios da economia colaborativa, essa modalidade trabalha com a premissa de que a união de pessoas possibilita o alcance universal de objetivos. 

E não existe uma regra em relação à quanto cada pessoa pode contribuir, porque a colaboração é livre e aqueles que participam, geralmente, recebem uma recompensa como forma de gratidão.

Qualquer pessoa pode criar uma campanha de financiamento coletivo para o seu projeto, desde que este não desrespeite as leis do nosso país. Atualmente, os trâmites são facilitados, sem muita burocracia e você só precisa ter um bom plano de marketing para engajar o seu público-alvo.

 

Tipos de Campanha para Financiamento Coletivo

Existem dois tipos de campanha no financiamento coletivo: Tudo ou Nada e Flexível.

Nas campanhas Tudo ou Nada, a pessoa só recebe o valor resultante da arrecadação se atingir ou ultrapassar a meta estabelecida. Do contrário, todo o valor será devolvido às pessoas que contribuíram.

Este tipo de campanha é o mais indicado para quem necessita de um valor mínimo para desenvolver o projeto, e por isso, só dá sequência se alcançar os recursos necessários. A transparência do processo oferece a segurança de que os recursos só serão destinados à causa específica.

Nas campanhas Flexíveis não há uma meta estabelecida como valor mínimo de arrecadação, podendo o projeto ser beneficiado com qualquer quantia. Então, no fim do prazo, haverá o repasse integral dos recursos, na quantidade das contribuições, independente do que foi obtido.

Os dois tipos são muito atraentes para artistas que precisam de recursos para investir na produção do CD e divulgar seu trabalho. Entretanto, é necessário enxergar essa alternativa como um negócio.

Porque não é tão simples reunir pessoas para apoiarem seu projeto financeiramente. É preciso ser persuasivo e adotar recompensas que realmente motivem o público a participar.

 

Recompensa: O detalhe que não pode faltar no seu planejamento

Quem compreende a importância do planejamento da campanha, sabe que a recompensa é um ponto central para o êxito no financiamento coletivo.

As recompensas são um meio de chamar o público a contribuir com o projeto e se engajar participando ativamente, trazendo mais pessoas para se comprometerem com a causa.

É preciso que a campanha tenha uma estratégia de recompensas muito bem definida, que não crie expectativas além das possibilidades, mas que sirva de impulso à ação.

Podemos citar alguns exemplos: Agradecimentos nas redes sociais, por mensagem ou vídeo, visando estabelecer um vínculo pessoal com o contribuinte; desconto em produtos ou créditos para consumo; brindes; entrada gratuita para eventos; convite para visitar o empreendimento; etc.

O mais importante é proporcionar uma experiência pessoal com aqueles que acreditaram no seu sonho e ajudaram a torná-lo possível.

 

Onde fazer uma campanha?

As campanhas de financiamento coletivo são promovidas por sites credenciados para esta finalidade. Abaixo, estão listados os 8 principais:

Chega de desculpas, a hora de concretizar o seu projeto musical é agora!!!

 

 

E aí, gostou? Acesse agora o nosso site e conheça os serviços da Discmídia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *