Você conhece seu público? Saiba como mensurá-lo

Se você, artista, não sabe ou não tem domínio das métricas sobre sua presença nas redes ou plataformas digitais, chegou a hora de saber. Ao avaliar as métricas, um artista, seja ele solo ou banda, terá a capacidade de saber quem é o seu público mais engajado e se a comunicação tem sido efetivamente eficiente. Através das métricas é possível saber, por meio de filtros, em quais cidades/regiões está o público interessado em sua música, sua faixa etária e se outros artistas ouvem suas músicas, por exemplo.

Admiradores e consumidores com presença online podem ser definidos a partir do engajamento e da resposta presencial que deixam em redes sociais, serviços de streaming, no site oficial e na comunicação por e-mail. A partir dessas informações, torna-se possível pensar novas campanhas de comunicação direta com os grupos mais representativos de visitantes e, além disso, cria-se também a possibilidade de organizar um show em locais que o artista não considerava a possibilidade de ter público suficiente, mas que suas métricas mostram valer a pena buscar novas possibilidades e locais. Outro ponto é que as métricas ajudam o artista a ser mais preciso ao fazer promoções e lançamentos exclusivos para o público, possibilitando também uma melhor avaliação dos indicativos de sucesso e, consequentemente, o direcionamento de estratégias gerais.

Se você é responsável pelo gerenciamento de algum artista ou gerencia a própria carreira, e não tem familiaridade com métricas, confira as dicas a seguir.

3 ferramentas que podem ser usadas para conhecer seu público e saber quem o compõe

Facebook – Na página do artista, é possível acessar a sessão “Informações” (ou “Insights”) para obter algumas métricas. No item “Visão geral”, pode-se ver o alcance e o envolvimento do público com suas postagens. E em “Pessoas”, é possível mensurar porcentagem de fãs nas postagens, mensurar o número de pessoas alcançadas e pessoas envolvidas, divididas por faixa etária e gênero, além de ter uma lista completa de cidades e países em cada uma das categorias.

Spotify – Para ter acesso às métricas da página de artista, você deve acessar a sessão “Sobre”, onde conseguirá ver o número de ouvintes mensais ou daquele dia específico; as cinco cidades que mais ouvem sua música; e se alguma música que foi ouvida por algum dos usuários está sendo executada a partir de alguma playlist. Essas informações são abertas para todos os usuários.

YouTube – Quando é feito o upload de um vídeo para a plataforma, o artista ou responsável poderá ter informações bastante detalhadas e pertinentes a partir da ferramenta “Analytics”. Os dados demográficos e de acesso temporal podem ser muito bem definidos, facilitando o acesso aos dados de locais mais acessados, tanto por país quanto por tempo de visualização; gênero e idade dos visitantes medidos em porcentagem e números absolutos; origem de tráfego (se por pesquisa dentro do YouTube, por algum canal ou playlist); locais de reprodução; e ainda mostra se o vídeo foi assistido dentro do YouTube ou incorporado em websites ou em aplicativos externos.

A partir desses três exemplos, o artista ou responsável pelo gerenciamento da carreira do artista poderá aprofundar cada vez mais o controle e a avaliação das respostas do público nos seus espaços da web, como: mailing list, redes sociais e site.

Quer saber quem é seu público e avaliar a eficiência da sua comunicação? Entre em contato conosco.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *